segunda-feira, 15 de agosto de 2011

 
 
Palavra que machuca,
Que fere cruelmente
Que nos deixa sem rumo
E ficarmos diferente.

Cada noite que se passa
E um novo dia amanhece,
Eu sinto uma grande dor
Lágrimas, saudade tudo permanece.

Eu escolhi meu destino
E isso não foi em vão,
Machuquei muita gente
Feri meu próprio coração.

Mas o tempo passará
E com ele virá a cura,
Passará todas as tristezas
A raiva e a amargura.

Peço todas as noites
Para que você seja feliz
Como todos dizem:
Isso tudo foi eu quem quis.

Sei que essa dor
Custará a passar
Talvez dure por tempos,
Mas um dia vai acabar.

Mas é difícil entender,
Hoje não sei o que sou
Só sei entender uma coisa
Simplesmente acabou.



Hoje andei pensando em você, acho que esse clima bom e essa noite linda colaboram para que isso aconteça, não adianta, todas as coisas lindas e boas sempre vão ter pedaços de você.

“Se não brilha mais, não insista. Lâmpada queimada não se arruma. Se troca por outra.”

Minha força vem de cada lágrima derramada,
de cada tombo caído e de cada não recebido.

Minha coragem vem de cada noite escura,
de cada momento sozinha e de cada partida.


Meu medo vem das minhas indecisões,
de todas as ilusões e de cada rascunho.


Meu carinho vem de cada nascer do sol,
de cada melodia e de cada sonho escondido.


Meu amor vem de cada inspiração,
da luz da lua e de cada pulsar do meu coração.


Minha fragilidade vem das minhas amizades,
vem das minhas lembranças e de cada fotografia.


Meu egoísmo vem do que eu amo,
vem de cada página lida e desse mundo meu.


Minha tristeza vem da distância,
vem da falsidade e de cada palavra não escrita.


Meu eu vem de cada marca, de cada cicatriz,
vem dos momentos felizes e dos momentos ruins.
Vem de cada começo ou de cada fim,
pois eu tenho um momento para tudo
que chamo momentos de mim.
 
 
 
 
Sem toque, sem cor, sem sabor, sem destino
recomeçar requer deixar, desistir, renovar
uma vida um sonho um amor
e a verdadeira vontade de amar.

Como uma nuvem que se refaz depois da chuva
Assim também serei eu.
Metade o que eu queria ser
E confesso, ainda metade, daquilo que morreu.

O tempo, cruel inimigo me guiará
e no acaso das linhas se distanciarem
não deixarei meu caminho de seguir
por mais que a dor seja infinita ao partir.

Um dia, olharei para trás
E não me reconhecerei.
Pelo menos, direi sem vergonha
Que ao menos eu tentei.

Se recomeço é doloroso,
Mais ainda é não se aceitar.
Quero um dia olhar o espelho
E ver que ganhei um novo olhar

Quero poder seguir em frente
sem nada, nem ninguém temer
Tornar fortes os meus sentimentos
para não ter que novamente sofrer.

E não queira dizer que não
pois só eu sei o que sonhei
agora é hora de dizer adeus
a tudo aquilo que passei.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

 
Onde você está agora? Quando eu mais preciso de você.
Me ajude quando eu estou por baixo . Me tire do chão . Me ensine o certo do errado . Me ajude a ficar forte. Pegue a minha mão e ande comigo, Me ensine a ser . Eu preciso de você para me libertar

Onde está você agora? Onde está você agora?
 
Agora que estou meio crescido . Porque estamos separados? Eu me sinto sozinha
Eu preciso que você precise de mim . Você não vê? Meu coração está meio vazio . Eu não sou um todo se você não está comigo . Eu te quero aqui comigo . Para me pegar, me abraçar . E me amar agora

Onde está você agora?

♫ Cê parece um anjo, Só que não tem asas iaiá, Oh meu Deus, Quando asas tiver, Passe lá em casa. E ao sair, Pras estrelas eu vou te levar, Com a ajuda da brisa do mar, Te mostrar onde ir. E ao chegar, Apresento-lhe a lua e o Sol, E no céu vai ter mais um farol, Que é a luz do teu olhar. Eu não sou moleque, Ainda não tenho casa iaiá, Oh meu Deus se um dia eu tiver, Visto minhas asas. ♪







"O sol morre a cada dia e leva consigo aquilo que fomos durante
vinte e quatro horas. o meu ultimo levou você. Preferência... sabes o que significa isso?
preferência é o oposto do que tu me destes. Ser deixado de lado doi.Fere, corta a alma
sabes o que é isso? Não,saberás apartir de hoje, Amar é ser supostamente correspondido
é bem pior que não sê-lo. Dedicação...foi o que eu dei-lhe durante toda vida em troca de miseros olhares
"eu te amo" murchos,estragados digno de ser jogados aos porcos tu sabes o que é querer ouvir algumas palavvras e ganhar o silêncio? sabes o que é desejar um toque é ganhar um não? sabes o que é querer um olhar de amor e apenas ter o coração partidos em milhares e milhares de cacos desfigurados. eu sei, Eu sei bem...
O sol morre a cada dia e leva consigo aquilo que fomos durante vinte e quatro horas. O meu ultimo levou você. toda a dedicação que lhe dei , todo o carinho que em vão dei-te todo céu que ganheste como se fosse o inferno Perdesti-me ,e para mim proprio .

Apaixonar-me-ei por mim mesmo. Viva e verás . Os carinhos que antes eram seus serão meus .Os olhares meus as palavras minhas. A felicidade ,minha.e quando descer desse palco fétido ,perceberás que todo Sol um dia tem que morrer..
E perceberás tarde.
Se você sorri, me faz sorrir
Se te faço feliz, me torno feliz
Felicidade é questão de se tornar! 
Se tornar feliz.
                                                                  Quero sentir seu cheiro
Quero povar seu beijo
Sessar o meu desejo
Sentir seu coração
Na palma da minha mão 
Matar a solidão com cada decisão
De ter você por perto
Tumblr_lmkdbkj0ir1qb2fmwo1_500_large 
Com carinho quero ter você
A me amar e me corresponder

Quero sentir seu cheiro
Quero povar seu beijo
Sessar o meu desejo
Sentir seu coração
Tumblr_lmk8ahrqeg1qbdzqpo1_500_largeNa palma da minha mão 
Matar a solidão com cada decisão
De ter você por perto

Sem medo vou viver 
Sempre a ter você sorrindo 

Tumblr_lmp9nneuyz1qba6llo1_500_largeQuero sentir seu cheiro
Quero povar seu beijo
Sessar o meu desejo
Sentir seu coração
Na palma da minha mão 
Matar a solidão com cada decisão
De ter você por perto
Pouco vivi para dizer e afirma que sei muito sobre esse dom que é a vida, claro que como todo mundo, já vivi, vivo e com certeza ainda vou viver muitos problemas, mas é como dizem: Deus nos da os problemas que tem certeza que iremos superar. Pois bem, pouco vivi, mas já conheci muito da vida, descobri que a saudade dói mais que um corte, é que a dor física não é nada em comparação com a dor de uma decepção, a dor de um coração. 
 Aprendi a não esperar demais dos outros, a vida me ensinou que: é melhor se surpreender do que se decepcionar. Aprendi que o amor não nos machuca, o que nos machuca são as pessoas. É que o amor vale a pena sim, se amarmos de verdade.
Mas a vida não é só isso, nem só isso aprendi. A vida é uma caixinha de surpresas, quando se pensa que esta tudo certo, a vida vem e nos mostra que esta tudo errado, porém nos ensina a nunca desistir.



sa:u.da.de sf. Lembrança nostalgica de pessoas ou coisas distantes ou extintas.
Recordação suave e melancólica de pessoa ausente, local ou coisa distante, que se deseja voltar a ver ou possuir.
     Saudade, um palavra que só existe na lingua portugues brasileira, ou seja, só no Brasil  existe a palavra saudade, nos outros paises do mundo se falam ''sinto sua falta''.
     Não sei se é perceptivel a todos, ou será que só eu consigo sentir a diferença!? A palavra saudade soa tão mais forte, mas Sinto Sua Falta tem um som tão verdadeiro.


A verdade é que somente a saudade pode discrever um sentimento de falta que causa uma especie de nostalgia.
Enquanto a chuva molha meu rosto
Ela esconde a minha lágrima
Que insiste em encontrar o chão.
Enquanto o frio toma meu corpo
Eu aprendi sem a gramática
Que saudade não tem tradução.

Eu preciso tanto de você
O seu amor é o que me faz crescer
E conhece como a própria mão
Cada medo do meu coração.

Hoje pensei tanto em nós dois
Que não podia deixar pra depois
E eu vim aqui só pra dizer
Que eu sou louco por você.
''rosa de saron - apenas uma canção de amor''

quarta-feira, 8 de junho de 2011




Eu gosto de ser assim, sozinha. Gosto de viver minhas confusões sem confundir mais ninguém. É por isso que, quando você chega, eu fico tão quieta, tão sem expressão: eu não sei não ser só minha.
Eu gosto de ficar sozinha. Assim machuca menos gente, me machuca menos. Não é de propósito, mas não vou achar ruim se duvidar disso. É por isso que quando você vai embora eu me sinto vazia, mas não choro.
Eu me acostumei a viver sozinha. É como um escudo, não deixo (quase) ninguém se aproximar. É por isso que eu demorei tanto pra te querer aqui comigo e você me decepcionou rápido demais. Eu já esperava.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Rosto belo, singelo, 
 mãos macias que deixam marcas, 
leves marcas pedindo retorno.

Olhar quente, provocante,
daqueles que a saudade suplica a volta
e o medo agonia por querer.

Vida invejada, cobiçada, 
cheia de histórias sem final feliz
e muitas sem começo.

Pensamento vago, fraco,
que muitas vezes tem um rumo certo
mas que não chega.

Lembranças boas, raras,
muitas delas sem mistério
outras com segredos.

Coração forte, independente,
que carrega muitas vontades
uma delas é a felicidade.

Moça que não vive de amargura,
mas que cruelmente
esconde-se atrás de uma moldura.
 
 
 
Mas era dura porque era sem cor, sem ritmo e também sem forma. Os dias passavam, passavam e passavam, alcançavam as semanas, dobravam as quinzenas, atingiam os meses, acumulavam-se em anos, amontoavam-se em décadas — e nada acontecia. Eu tinha a impressão de viver dentro de uma enorme e vazia bola de gás, em constante rotação.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

“Coragem, às vezes, é desapego”

“Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É permitir que voe sem que nos leve junto. É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho. É aceitar doer inteiro até florir de novo. É abençoar o amor, aquele lá, que a gente não alcança mais.”

sábado, 14 de maio de 2011

 
 
Tenho fases, como a lua.
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.
“Ai daqueles e daquelas, entre nós, que pararem com a sua capacidade de sonhar, de inventar a sua coragem de denunciar e anunciar. Ai daqueles e daquelas que em lugar de visitar de vez em quando o futuro, pelo profundo engajamento com o hoje, se atrelam a um passado de exploração e de rotina”.
“O tempo voa. O tempo não espera por ninguém. Ele cura todas as feridas. Tudo que qualquer um de nós quer, é mais tempo. Tempo para se pôr de pé. Tempo para crescer. Tempo para se desprender. Tempo”.
“Não venha roubar minha solidão, se não tiver algo mais valioso para oferecer em troca.”

Vinha caindo a tarde. Era um poente de agosto. A sombra já enoitava as moutas. A umidade Aveludava o musgo. E tanta suavidade Havia, de fazer chorar nesse sol-posto. A viração do oceano acariciava o rosto Como incorpóreas mãos. Fosse mágoa ou saudade, Tu olhavas, sem ver, os vales e a cidade. - Foi então que senti sorrir o meu desgosto… Ao fundo o mar batia a crista dos escolhos… Depois o céu… e mar e céus azuis: dir-se-ia Prolongarem a cor ingênua de teus olhos… A paisagem ficou espiritualizada. Tinha adquirido uma alma. E uma nova poesia Desceu do céu, subiu do mar, cantou na estrada…



Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você
passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço
alguns dias.
Tire uma tarde inteira pra passear livremente na
praia, ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma do outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros
jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.

Por dez vezes poderia cantar os acordes dos cantos belos e por dez vezes poderia anunciar as vozes, os risos e a pele do meu amor.
Por dez vezes poderia meditar em vão, mas meditar sobre a distância que separa seu riso da minha dor e, após meditar e meditar, após chorar e tanto chorar, eu fincaria os pés no escuro e esperaria pelo canto do acorde que eu já não sentiria tão belo.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

 
 
 
O silêncio dos meus sentimentos me ferem, mas eles não sabem o que eu sei.As lágrimas secas me mostram que nada restou de você, nem mesmo aquela dor que você por tanto tempo insistiu em entrega-lá toda a mim.
Meus passos hoje sem rumo algum, me mostram que o melhor caminho é seguir em frente, encobrir a dor e recomeçar.
Sei que nada disso chegará aos seus olhos, na verdade eu não necessito jogar todas as minhas palavras a ti, você não as merece mais, não como ontem.
Aquele sentimento bom virou cinza e eu fiz questão de joga-las nas mais cruéis correntezas do Rio Esquecimento, é pra lá que tudo que ainda resta de você deve ir.
Os dias pra mim estão ficando mais curtos,
talvez agora eu consiga os aproveitar mais, diferente de antes, que eram todos destinados a você.
Não me culpo por ter me entregado desta maneira, tinha que ser assim, eu quis que fosse assim, me senti bem recebendo e dando um sentimento bom.
Mas, como você mesmo disse, acabou.
Sabe quando você não quer ouvir mais nada, ver ais nada, não quer ninguém por perto, nem o silêncio? É assim que eu me sinto, tristemente assim.
Você agora está presente no meu álbum, que amanhã será velho e mofado.Nada mais do que lembranças que sempre vistas irá doer, como agora.
Necessito das palavras pra me sentir bem, necessito de um desabafo para conseguir viver e hoje necessito apenas de mim para ser feliz, apenas de mim, adeus sentimento, adeus amor.
 
 
 
Tudo seguia a passos lentos para mais um dia como todos os outros, se não fosse por onde eu estava e com quem eu não estava.
A minha companhia não era mais a mesma, aquele lugar não preenchia mais o vazio que existia em mim, as minhas crises já não eram o meu consolo e meu corpo implorava para se livrar de tudo aquilo.
Ali estava apenas mais uma vítima daqueles dias sem fins, solitários e de lágrimas. Não, eu não conseguia controlar o que eu sentia e ninguém conseguia controlar o que pensava sobre mim.
Já não queria mais agradar a todos, queria somente me olhar no espelho e dizer o quanto eu era especial para mim mesma, mas aquele lugar me prendia e eu ficava ali, onde ninguém poderia me encontrar, onde estava difícil até mesmo respirar, onde eu necessitava estar, simplesmente ali mais um dia eu vivi.
 
 
Não sinto falta das noites mal dormidas,
daquelas conversas perdidas
e de falsas amigas.

Não sinto falta da solidão,
De ganhar sem razão
E de ver triste meu coração.

Não sinto de algumas viagens,
De certas paisagens
E de muitas mensagens.

Não sinto falta das minhas tristezas,
De algumas proezas
Muito menos de certas doenças.

Não sinto falta de muitas músicas,
De algumas renuncias
E da minha pouca pronuncia.

Não sinto falta da dor,
De uma noite sem calor
E de esperar pelo amor.


"O tempo passa e um dia você percebe
que nem tudo valeu a pena, muito menos fará falta.
A saudade é muito comum, tão comum que as
pessoas se acostumaram a sentir seus diversos sintomas
e poucos procuram a cura.
Nossa memória e nosso coração são capazes de armazenar tudo,
quando eu digo tudo me refiro as coisas boas e ruins.
E de fato muitos momentos não fazem falta,
mas infelizmente são lembrados."

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."

terça-feira, 3 de maio de 2011

Amém que passou

" Hoje vejo o quanto fui burra, idiota de acreditar em tudo que vivemos..
Sinto nojo, pena de ver como as pessoa são hipócritas e com uma simples coisa mostram o que são de verdade agradeço por certos tipos de coisas terem aconteçido, porque so ae pode ver o quanto errei, o quanto fui criança em acreditar que poderia dar certo .. como meu pai diz "tudo que começa errado , termina errado" pois , eu faço das palavras dele minhas também. a mas o mundo da voltas , a sé dar.. e tudo que eu to passando hoje te desejo em, dobro .. HOJE SOU EU , AMANHA É VOCÊ. e eu de coração vou esperar muito que esse momento aconteça pra mim aplaudir de pertinho. pra você sentir na pele o que eu to sentindo hoje.sabe quando todo carinho,amor e respeito trasforma em raiva?, ira?..      Pois.. trasformou e to me sentindo tão bem longe de você.                 Isso so é o começo , de coisas que virão. *------------------------*

Pra você coisa linda.             Anjo guardião do satan. ^^

sábado, 9 de abril de 2011

quarta-feira, 6 de abril de 2011

 
 
 
 
As vezes é necessário ser forte, correr riscos, enfrentar seus medos, lutar por seus desejos.
Se não conseguir a vitória, tente de novo. Só não pode desistir, parar na metade do caminho. A regra é persistir. 
Errar é absolutamente normal. Estranho seria se ninguém errasse. São os erros que nos fortalecem e nos fazer fortes. 
Por isso cada vez que errar conte como uma vitória, pois esse erro te tornou mais forte e em uma outra possível próxima vez você não irá errar de novo. Aprender com os erros sempre. 
Erre. Arrisque. Se aventure. Seja forte.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Da valor quando perdemos e duvidar de nossa fé.

“A vida nunca foi tão insiguinificante como tem sido pra mim”         

“Eu acordei com lagrimas, não tenho conseguido dormi.. e sempre que consigo acordo com sonhos que me deixa inquieta. Essa noite acordei sentindo uma dor. inexplicável talvez seja a dor da perda, a dor da saudade tenho tido sonhos horrível, sonhos reais. acordei em uma sala escura onde via meu belo amor. com roupas brancas , onde estávamos tão perto mas ao mesmo tempo muito longe. olhava em seus olhos doces e fazia perguntas mas não via respostas. Sangue descia do meu rosto como lagrimas, depois me vi em frente de um espelho aonde viam pessoas e rasgavam meu peito e me tirava o coração fazia perguntas a mim mesma " É capaz de matar uma pessoa que já estar morta?”respostas viam como uma dor. "Os mortos não sentem dores." Erica santos



Tempo , ele sempre se encarrega de congelar alguns sentimentos , e afastar pessoa que amamos uma dor sem explicação que so o tempo nos trara respostas, é tragico ver tudo que você contruio , tudo que você sonhou , tudo que se realizou tudo que te fez um bem enorme , que te fez sentir viva de novo indo embora. as vezes deixamos o tempo resolver e não tomamos uma atitude, talvez por comodismo, ou por medo, e quando isso aconteçi você cai em si com lagrimas nos olhos , e com o coração em mãos. querendo que tudo volte , querendo sorrir de novo.    enquanto isso não aconteçi fico com recordações inesqueciveis.

você marcou minha vida. s2

Erica santos 
  • Nada a temer, senão o correr da luta nada a fazer senão esqueçer o medo, abrir o peito a força numa procura fugir as armadilhas da vida escura, longe se vai sonhando de mas , Mas onde se chega assim vou descobrir o que me faz sentir caçadora de mim. 

terça-feira, 22 de março de 2011

Ás vezes você erra tentando acertar. Quando estamos magoados fazemos coisas das quais não pensamos, e quando a magoa passa? Você percebe que magoou muitas pessoas, que não tinham que ser magoadas, pelo menos não daquele jeito. E uma desculpa não é o suficiente. Muitas vezes você precisa lutar pra concertar teu erro, e mais do que tudo… ter força pra levantar, e tentar novamente.

" É errado querer tentar? , querer que tudo der certo?!, querer amar e ser amada?!.. é errado querer ser feliz?!

" Tenho medo do que eu possa fazer quando ,nossos olhos cruzarem e nossos labios se tocarem."

Consequencias.

- Toda escolha que fazemos sempre nos traz as conseguencias, nos trazem marcas que por sorte algumas se apagam com o tempo , mas outras ficam pro resto da vida. As vezes por alguma escolha perdemos peças raras , perdemos amores , perdemos pessoas que amamamos , perdemos momentos inesqueciveis e unicos . Então antes de tomar alguma atitude , antes de fazer ou de falar pense. Pense que seu futuro é reflexo do que você vivi hoje.       Será que perdeu a pessoa certa por atitudes?"

domingo, 20 de março de 2011

Nunca diga eu te amo se você não for capaz de compreender este alguém que você diz amar. Falar que ama ainda não é viver o amor. É bom que o outro saiba que é amado. Mas acredite: muito mais importante é viver o amor. E o verdadeiro amor consiste em querer a felicidade do outro, mesmo quando a nossa ainda não existe.
 Perdemos o verdadeiro sentido do amor. Vivemos num egoísmo de achar sempre desculpas para vermos nossas vontades satisfeitas. Não existe mais o interesse em ajudar o outro, mas em ser sempre ajudado, mesmo que isso implique em fazer alguém infeliz. Talvez seja por isso que muito dizem não saber mais amar. Na verdade nunca amaram. Viveram um sentimento egoísta, passageiro.
 Quem ama se dá ao outro sem nada esperar em troca. O amor não é posse: é doação. Dedicar todo o tempo que temos para fazer alguém feliz. Aquele que só enxerga no outro um meio de satisfazer seus desejos, mostra que não ama. Se o amor é doação ele só consegue sobreviver quando no relacionamento existe partilha deste sentimento. Devo me amar, mas amar de verdade também o outro.
 Alguém já dizia que quando se planta amor, se colhe amor. Se você amar, o amor que você amou voltará pra você em forma de amor. Onde não há frutos, faltou o amor. Tudo que é apressado é mal feito. É preciso tempo, espera e renuncia para se amar de verdade. E só quem consegue plantar o verdadeiro amor colherá os frutos deste amor-doação.
 Se eu amo, eu compreendo. Não critico no outro aquilo que ainda está errado em mim.
Se eu amo, eu aceito o outro como ele é. Não vivo querendo que outro seja igual a mim.
Se eu amo, eu perdôo. Entendo as fraquezas do ser amado e me proponho a compreender seus momentos de queda.
Se eu amo, eu sou verdadeiro. Não preciso fingir ser outra pessoa para agradar o outro.
Se eu amo, eu sou paciente. Os melhores frutos são aqueles que tiveram a oportunidade de amadurecer no tempo certo.
 Amor de verdade a gente só sente uma vez. Ame e sua vida terá sentido. Mas faça de tudo para que o seu amor não seja fingido. Se a verdade for a sua companheira, o amor será o seu melhor amigo.
Sempre ouvi dizer que a vida ensina e que o tempo cura tudo. Mas hoje preciso te contar que certas coisas a vida ainda não fez o favor de me ensinar e que o tempo se atrasou e ainda não veio me libertar de uns desejos. (…) O tempo nem sempre cura tudo. Tenho feridas que já cicatrizaram, mas que insistem em latejar quando o dia está nublado. Tenho mágoas que já foram superadas, mas se lembro bem, se lembro forte, se penso nelas eu choro. E o choro dói, dói, dói como se fosse ontem. Tenho vontades que nunca passam. Tenho uma tara por chocolate e queijo que nunca saiu de viagem. Tenho mania de escrever em blocos e ter pelo menos dois deles sempre dentro da bolsa. Tenho sentimento de posse, tenho ciúme, tenho medo de perder quem é essencial na minha vida. Tenho medo de me perder, por isso acendo todas as luzes.
A vida me ensinou a perdoar os outros. Mas fez questão de me mostrar que a gente pode perdoar sem esquecer. Minha memória é boa, sei quem pisou na bola. Aceito que as pessoas errem uma ou dez vezes, desde que se arrependam com o coração. Arrependimentos da boca para fora nunca me convenceram, apesar de eu já ter caído em ladainhas toscas sem fim. A vida ainda não me ensinou a me perdoar. Me condeno, me mando para a cadeia, para a solitária, como pão e água. Cumpro minha pena e nem assim descanso. E eu não sei pedir. Meu Deus, eu não sei pedir ajuda. Nunca gostei de depender dos outros. E tem mais: não consigo dizer eu-preciso-de-você-agora. Sei que é simples, mas não sai. Algo me trava, a voz não sai.
Tenho um orgulho que não me deixa. Acho que tenho que ser a fortona do pedaço, que consigo me reconstruir, me levantar sem dar a mão para ninguém. Não gosto de admitir nem assumir fraquezas nem de demonstrar a minha própria fragilidade. As pessoas fazem SOS a todo instante. Choram, pedem, imploram, suplicam. Não consigo. Para mim isso é traição. Não consigo chegar para a outra pessoa e falar tô-acabada-tô-precisando-não-vou-conseguir-sozinha. Sinto um terror só de pensar.
Ninguém nunca me disse que eu precisava ser forte. Um dia, sei lá quando, eu resolvi que ia ser. Sempre fui aquela que ouviu todo mundo, automaticamente achava que tinha que dar força para os outros. É claro que mil vezes peguei o telefone chorando perguntando o-que-eu-faço. Mas isso é quando eu era adolescente e estava arrasada porque algum bonitão me deu o fora. Meus assuntos sérios e profundos eu nunca soube dividir. Penso que a vida é minha, o problema é meu, ninguém tem que ouvir minhas lamúrias, tristezas, coisas chatas e ruins. Penso que me viro sozinha. Penso que me resolvo comigo, que dou um jeito, que consigo.
Quer saber uma verdade? Isso cansa. Vejo tanta gente dizendo que eu sei tudo, que eu posso ajudar, que isso, que aquilo. Eu não sei nada, apenas me sintonizo com minhas emoções. Não posso ajudar em nada, apenas escuto o meu coração. Ele fala tanto que deixa tonta. Cansei de ser forte, cansei de não saber pedir ajuda, cansei de tentar fazer tudo ao mesmo tempo, cansei de não conseguir dormir direito pensando no que preciso comprar para a casa, cansei de tomar café pensando no que me espera no trabalho, cansei de não conseguir sossegar meu pensamento, cansei de esconder meu lado frágil, inseguro, cansado. Cansei de aceitar as minhas imperfeições sozinha. Por favor, me aceite também.
Que dia é hoje e de que mês?
O relógio nunca pareceu tão vivo
Eu não posso prosseguir
E eu não posso desistir
Tenho perdido tempo demais

Porque somos você e eu e todas as pessoas
Com nada para fazer
Nada para perder
E somos você e eu e todas as pessoas
E eu não sei por quê
Não consigo tirar meus olhos de você

Todas as coisas que quero dizer
Não estão saindo direito
Eu estou tropeçando nas palavras,
Você deixou minha mente girando
Eu não sei pra onde ir daqui

Porque somos você e eu e todas as pessoas
Com nada para fazer
Nada para provar
E somos você e eu e todas as pessoas
E eu não sei por quê
Não consigo tirar meus olhos de você

Existe algo sobre você agora
Que não consigo compreender completamente
Tudo o que ele faz é bonito
Tudo o que ele faz é certo

 
Que dia é hoje e de que mês?
O relógio nunca pareceu tão vivo
(...) se não houvesse problemas, é como se uma rajada de sol invadisse o meu olhar , por trás dos teus olhos guarda a mais bela das flores e o mais puro segredo do amor , nos teus lábios é onde encontro a chave para todas as dúvidas, é como se representasse a mais pura razão de amar, e que não sejamos perfeitos mas sim completos.
A realidade é algo do qual não conseguimos escapar,
se você é um fujitivo da realidade, o melhor é se render,
não viva de ilusões, não viva de mentiras, pois no final de
cada dia você acabará pagando o preço de seus atos, por mais
insignificantes que sejam.
Levante e avante!
O que vale é ser você, viver pra provocar, provocar pra fazer
a diferença, vamos em frente.
Não tenha medo de ser o que você é e também não tenha medo de
quem é do jeito que quer ser, porque eu vivo o que sou, o que
falo, o que faço, o que quero.
E quando eu morrer, nada ficará para trás, porque eu vivo
tudo que tem que ser vivido. Bato de frente com meu destino,
não deixo que nada fique na vontade.
E a vida é isso, quando eu pensava que não tinha mais jeito...
Eu me lembrava de como é bom viver!

Eu sempre te esperei.

Numa manhã de domingo, um domingo normal com nuvens
espalhadas por um céu infinitamente azul e o sol que brilhava
constante e sem desaparecer. Acordei com o canto dos pássaros
que cantavam felizes ali perto, contemplando o dia lindo.
Peguei meus óculos, minha bicicleta e saí pelas ruas da cidade,
como de costume colocava os fones no meu ouvido e saia apreciando
tudo que estava a meu redor, observava os carros passando, as
pessoas andando, as crianças brincando em frente de suas casas ou nos
jardins das ruas.
Fiquei imaginando aquilo, todas aquelas pessoas parecendo tão
felizes, ou será que era apenas uma máscara em suas faces sorridentes?
Depois de andar por mais uns dois quarterões me deparei com algo
deslumbrante, um sorriso que ofuscava tudo que estava a minha volta,
os lábios eram tão bem desenhados que pareciam ter sido pintados por um
artista muito foda, ou simplesmente por um desenhista de rua.
Meus olhos agiram tão rápidos que já tava exigindo aquele sorriso, meu
coração batia rápido demais, parecia que eu ia ter uma taquicardia ali
mesmo, inesplicável como eu fiquei.
Nem tinha percebido que havia parado de pedalar e estava no meio da rua
paralizada com ela, não sei quanto tempo fiquei ali olhando-a, sentada
na praça lendo um livro com uma grande concentração, suas mãos também
eram lindas, pegavam no livro com tanta delicadeza, o vento batia em
seu rosto e em seus cabelos que eu conseguia sentir até o aroma que deles
exalavam, cheiro de mel e flor... Tão doce quanto seu sorriso.
Pensei em ir até lá, mas a carogem me faltava, que estranho, sempre
fui direta quando queria uma coisa. Queria muito ouvir sua voz, resolvi
ir perguntar a ela as horas, e assim percebi que estava tremendo. Só
então o desespero chegou, ela havia se levantado e estava saindo, eu não
podia deixar ela ir assim sem nem ouvir sua voz, comecei
a seguí-la, mas o fluxo de gente e carros aumentou e logo ela havia
sumido.
Trsiteza, foi o que senti, mas não ia desistir, voltaria no outro dia
na mesma hora, até encontrá-la novamente, afinal nada é por acaso, pois
eu sempre fazia esse mesmo passeio e nunca havia percebido ela por aqui.
Desci da bicicleta e resolvi voltar pra casa andando, me virei e por
magia, talvez do amor, ela estava na minha frente.
Nossa como ela era linda, fiquei sem palavras quando nossos olhares se
encontraram e ela sorriu, seu riso foi tão cheio de significados e...
amor!
Ficamos paradas nos olhando por um bom tempo, talvez minutos ou apenas
segundos, ela chegou mais perto de mim e me abraçou, depois sussurou
calmamente no meu ouvido:
-Demorou, mas finalmente você me encontrou.
Continuei sem palavras, eu já estava me odiando por isso, foi quando ela
pegou minha mão e guiou até a minha casa.
A minha única reação era sentir sua mão quente e macia na minha e eu
definitivamente não me cansava de olhar pra ela, a perfeição diante
dos meus olhos.
Quando chegamos no portão da minha casa ela me abraçou com muita
firmeza e disse:
-Posso te fazer uma pergunta?
-Sim!
-Você é sempre tão distraída assim, que não percebe algo tão nítido?
-O que por exemplo?
-Que eu sempre te esperei.
E assim nós lábios se fundiram como um só.